Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

terça-feira, 12 de abril de 2016

Os homens novinhos e a imaturidade dos velhos.

Os homens novinhos e a imaturidade dos velhos.

Quando eu tinha vinte e poucos anos eu gostava de homens mais velhos. Achava que encontraria maturidade nos quarentões e até casei-me com um. Hoje, balzaca, converso e vejo muitos homens da minha idade e mais velhos do que eu e penso: "Caraca! Esse povo confundiu amadurecimento com apodrecimento?".
O que é isso gente, estão caindo do pé, mas de podre! Tem muito novinho, na faixa dos vinte, mais maduro, educado, com mais atitude, com gosto mais apurado, mais seletivo e exigente pra mulher, na cama e fora dela, do que muito velhote abobado!
O que é isso homens?! Parem que tá feio! Tá liberado não virar moleque otário depois dos 35, viu!? Tá liberado ser cavalheiro, ser decidido, saber o que quer, não ser machista escroto e nem um tarado que pensa com a cabeça do pênis. Não precisam pagar imposto, fiquem tranquilos! O pênis também não vai cair, convém salientar!
De tanto conhecer homem babaca, fútil, machista, irracional, carente, sem tato, homem que se “interessa”, mas no fundo não vai “além” da pele, dos beijos, da paixão, não indaga, não questiona, não se interessa por quem a gente é eu fiz um pacto com Santo Antônio: quero minha parte em dinheiro, porque desses caras eu desisti!
Adianta sim ter grana e não ter um amor consubstanciado na presença de um homem ao meu lado. Agora, ser feliz no amor e não ter dinheiro não adianta nada! Porque sem dinheiro você não se veste bem, não compra sapatos bonitos, joias ou semi-joias legais, cremes e cosméticos de qualidade, perfume gostoso e etc.! Ou seja, antes grana do que esses amores de faz de conta que existem por aí ou um parceiro que de homem só tem o órgão sexual!

Cláudia de Marchi

Brasília/DF, 12 de abril de 2016.

Nenhum comentário:

Postar um comentário