Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Nojentos.


Nojentos.

Ser deselegante? Ok. Ser feio? Ok. Ser sem graça? Ok. Mas daí a ser inconveniente, mal educado e achar que a sua opinião é "imperdível" já é ser inaceitavelmente ridículo! Nutro um imensurável asco de gente intrometida e sem noção de classe.
Não nas vestes ou na aparência física, mas nos atos. Tenho ojeriza de quem acha que o seu ponto de vista merece respeito, mas não respeita os alheios. Tenho ojeriza de quem se acha tão bom que não consegue guardar seus pensamentos para si, afinal, o que tem em convencimento e feiura, falta em humildade e empatia.
Às vezes eu penso que esse povo ridículo que se mete na vida ou nas postagens em redes sociais alheias para mostrar toda a sua sapiência deve pensar assim: “Eu sou o suprassumo do conhecimento e da sabedoria, preciso opinar para salvar essa alma miserável da treva da ignorância!”. E, assim elas agem.
Ocorre que o ser humano realmente sábio não é arrogante, orgulhoso, intrometido e sem educação, porque onde entra o convencimento a sapiência foge. Ah, mas essas pessoas não são meramente cultas, elas têm delírio de grandeza, elas acham as suas ideias sensacionais demais para conterem-se, para serem afáveis e humanas de forma a respeitar quem pensa de forma diferente.
Isso é doença, mas elas não sabem, porque estão mais entretidas em criticar o outro, em fazer pouco caso de seu conhecimento e forma de pensar do que em se autoanalisar e livrar-se da maldade travestida de arrogância cultural que possuem.
Certa vez uma amiga demasiado sarcástica e acida me disse que “Deus não aleija em vão”, se referindo a uma conhecida que nasceu com a mão deformada, mas que era pérfida em atitudes. Obviamente a afirmativa dela não tem nenhuma razão de ser, mas, às vezes, quando cruzo com pessoas feias e abjetas fisicamente e, ainda, orgulhosas, mal educadas e arrogantes eu sempre me lembro dessa frase.
Esse povo deveria ir fazer terapia pra ver se o egocentrismo diminui! Ir ser feliz ao invés de ficar se metendo na vida e nas redes sociais alheias! De toda forma, tenho asco desse povo e prefiro nem ter por perto, porque humildade, educação e tato no trato com seres humanos é essencial!

Cláudia de Marchi

Sorriso/MT, 14 de dezembro de 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário