Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Onde está a realidade?

Onde está a realidade?
"Não existe racismo", disse-me o quarentão lindo, inteligente, cavalheiro e solteiro que estava sobre o unicórnio cor de rosa que passou por mim agora! Pois bem, eu sou uma inveterada fã de perfumes importados. Ora essa! Tenho meus gostos luxuosos e não os olvido, pois não sou uma neossocialista hipócrita para isso.
Como, da televisão só assisto a canais pagos que passam seriados policiais, sou bombardeada por propagandas de perfumes importados, da Lancôme, Dolce e Gabana, Calvin Klein, Herrera, etc. Reparei que quando os "interpretes" não são famosos, como no caso do "La vie est belle" (Lancôme, um dos meus) que tem sua “aura” muito bem representada pela lindíssima Julia Roberts, são modelos brancos, olhos claros, belos e magros. Por que? Negros e gordinhos não se perfumam?
E os comerciais de margarina? Publicitário algum se flagrou que existem famílias monoparentais, casais homoafetivos, negros, inclusive? E, outra, quem consome margarina sempre tem uma casa "estilo americana" e tem tempo para um café da manhã em família? Não existe o povo que acorda com preguiça, fica um pouco mais na cama e sai correndo com um sanduiche (com margarina!) feito às pressas na mão?
E o cinema? E as telenovelas? Onde e com que frequência estão os atores negros em posição de sucesso que não seja um cantor ou algo assim? Qual filme trás um negro como “CEO” de uma empresa? Existe? Provavelmente, mas qual a frequência com que isso ocorre? Raríssima, se ocorrer!
Por falar em cinema, já reparou na imensa quantidade de vezes em que a mulher é a que cuida dos filhos e o homem é o que sai “à caça”, ou melhor, que trabalha fora? Isso é, meramente, a propagação do que está em declínio. Existem mulheres que saem para a labuta e maridos que cuidam dos filhos, existem casais que deixam as crianças com uma babá, escolhinha, avós.
De certa forma, verificar essa falsidade tem um lado bom: a hipocrisia "falsifica" muita coisa, mas para um ser pensante ela nunca é suficientemente forte para iludir. Amiguinhos hipócritas: melhorem, pois a mim vocês não enganam ou agradam!

Cláudia de Marchi

Sorriso/MT, 28 de dezembro de 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário