Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Pequeno manifesto contra a grande porcaria chamada “Estatuto da Família”.


Pequeno manifesto contra a grande porcaria chamada “Estatuto da Família”.
E eles, os nossos legisladores de quinta categoria, aprovaram a imundície do PL 6583/13, vulgo Estatuto da Família! Um retrocesso em relação às mutações constitucionais, a melhor jurisprudência pátria, ao bom senso e à modernidade!
Mas, quem são os nossos legisladores né?! Semialfabetizados, palhaços, jogadores de futebol, fanáticos religiosos que não seguem o amor de Cristo. Tem religião, mas não tem amor, impõe o ódio e à intolerância e seguram a bíblia na outra mão! Estado laico? Opa! Laico, o que é laico? A essas alturas acho que é o nome do cão do Marco Feliciano ou do hamster do Malafaia.
Algo a dizer: hashtag vergonha! Eu, minha mãe, Zeus e o Pequeno Bolota somos uma família. Eu e Zeus já fomos uma família. Minha aluna adotada e seus pais e irmãos adotivos são uma família. A mãe do bebê do meu namorado e seu filho são uma família. Meu namorado e os filhos são uma família.
A ex esposa dele com a filha deles e o bebê que espera são uma família. Duas mulheres e um filho são uma família. Meus amigos hetero, casados há décadas, sem filhos e com três cães são uma família. Meus amigos gays são uma família.
Meu amigo viúvo e a filha são uma família. Meus amigos hetero, casados há anos e que não querem filhos, são uma família. Minha conhecida que inseminou e tem duas gêmeas forma com elas uma família. Uma amiga que teve um filho e o cria sozinha com a mãe dela tem uma família. E proveio de uma já que a mãe a criou sozinha, também.
Um casal homossexual de amigos e o filho, cuja adoção está em trâmite, são uma família. O Estatuto da Família? É um lixo, uma porcaria, uma merda! Fere de morte a Constituição brasileira, fere de morte os julgados do STF e dos tribunais vanguardistas do Brasil, fere de morte o conceito cristão de amor e fere o amor!
Família é onde existe estabilidade afetiva. Família é onde há amor e aprendemos a amar. E é amor no coração que está faltando no legislador brasileiro. Isso sem falar no cérebro e neurônios, porque, sinceramente, esse povo não pensa! E não ama.
Ademais, pobre Jesus! Filho de uma entidade intocável e invisível, de uma mãe virgem, criado juntamente com um pai adotivo, ele não teve família! Não segundo o legislador brasileiro, este mesmo que se diz cristão e tirou de Cristo a família que teve. É, meu amigo, o fim do mundo está aí, só não vê quem não quer!

Cláudia de Marchi

Sorriso/MT, 30 de setembro de 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário