Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

domingo, 7 de fevereiro de 2016

A Maria que clareia a minha vida!

A Maria que clareia a minha vida!

Ao conviver com a criaturinha sensacional que é minha irmãzinha Maria Clara, confesso, até a maternidade tem me "intrigado" positivamente! Se eu tivesse plena certeza de que teria uma filha como ela, na personalidade, afetuosidade e inteligência, além da ambição de mudar-me de Sorriso, conhecer uma pessoa que pretendesse, ainda que daqui há um bom tempo, ter um filho, seria um objetivo pra mim!
A Maria Clara é, comigo, sensacional, muito mais que perfeita! Meu pai, ciente da minha demissão, frustração e vontades que, não de "agora" vem me invadindo, disse hoje a esposa e à minha mãe enquanto nos via bater papo na piscina: "Aconteça o que acontecer, eu não posso separar estas duas!".
Clarinha cuida dos meus machucados na pele, (mal sabe ela que cuida dos meus ferimentos da alma também), passa protetor solar nas minhas costas, fica estarrecida ao me ver chorar e corre contar às nossas mães e ao nosso pai. A mãe dela? Confesso que aprendi a admirar e até a amar! Ora, há de ser uma pessoa muito, muito especial para ter tido uma filha como ela!
Papai alugou uma quitinete aqui em Sorriso: quarto, sala e cozinha. Aqui em casa existem 4 quartos, ar condicionado (eles não tem na quitinete) na maioria dos cômodos, televisões grandes, desenhos, televisão a cabo, DVD, todavia, ela pouco liga! Chega em torno das 18 horas ela diz: "Vamos pra casa!". E abre a porta, entrega a chave do carro para minha mãe, da beijo na maninha dela e clama ao pai e a mãe dela para irem.
Maria Clara é um exemplo de contentamento, de felicidade, de humildade! No meu celular ela acessa sempre a um vídeo natalino e se emociona com a canção que diz que "se a gente é capaz de espalhar alegria, se a gente é capaz de toda esta magia eu tenho certeza que a gente podia fazer com que fosse Natal todo dia...". E essa música tem mais a ver com ela do que ela pode imaginar do "alto" de seus 3 anos e 4 meses!
Ela é carinhosa com quem lhe cruza a frente, ela cria apego imenso a quem lhe trata com amor, ela cuida da irmã, da "tia" (minha mãe que ela ama de paixão), cuida da mãe e do pai dela. A Maria Clara me fez descobrir uma espécie de amor, por mim, desconhecida e, sobretudo, conquistou a minha admiração! Eu não apenas amo, eu admiro tal pequeno, lindo e fofo ser!
E, com certeza, meu pai tem razão: tome eu o rumo que eu tomar, sem está menina eu não vivo mais. E, acredite, não falo só com a voz do coração, unicamente. A Clarinha me surpreende, a Clarinha me apavora com sua inteligência e perspicácia, a Clarinha clareia os meus dias e me faz esquecer de toda frivolidade e injustiça que vigoram na sociedade em que me inseri.
Não sei se existe céu, mas, pra mim, céu é estar próxima a ela. Isso me basta para ter mais fé na vida ou, ao menos, uma vontade muito menor de zarpar deste mundo sem passagem de volta!

Cláudia de Marchi

Sorriso/MT, 08 de fevereiro de 2016.

Nenhum comentário:

Postar um comentário