Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Não é só sobre dinheiro!

Não é só sobre dinheiro!
Sobre as pessoas acharem que tudo é "sobre dinheiro" e sobre a minha falta de vontade ao lhes ouvir: estou cansada! Após a minha demissão imotivada da UNIC/Sorriso, algumas opiniões servem como um nocaute: gente, nem todo mundo pensa igual, please!
Existem pessoas malucas no mundo, sabia?! São aquelas que fazem algo por paixão, não unicamente por dinheiro. Não, isso não significa que não gostem de dinheiro, mas que o seu "eu" interior não depende só dele para acordar animado numa segunda-feira chuvosa ou numa quarta-feira de cinzas, literalmente, cinzenta como a de hoje, aqui na capital do agronegócio.
Quando a gente ama o que faz, o clima ruim, a chuva ou o que for não nos desanimam! Advogar? Eu amo, óbvio! Em especial quando ajo com a certeza de que estou "ali" na briga pelo que é correto e não pelo que é unicamente lucrativo. Não vou abrir escritório numa cidade em que advogados brigam para ver quem faz um contrato por um preço menor.
Se for para prostituir o meu trabalho para pagar aluguel, telefone, internet, secretária, financiamento de camionete e etc., prefiro me manter honesta e advogar em casa para poucos e bons clientes. Para aqueles que não escolhem o advogado pelo tanto que "ostentam" (carros, baladas e etc.), mas por quanto se dedicam, estudam e sabem.
Tudo poderia ser muito diferente se eu tivesse tido um pai que “podia”, financeiramente, ter me auxiliado no período pós-graduação. Mas não tive, e sou especialista em viver em sociedades machistas. Nas quais, não nego, posso ter feito das tripas, coração, mas nunca me entreguei fácil.
Onde quer que eu estive sempre dei o meu melhor, por mim e por quem eu amava, por minha vida e pela vida daqueles que “andavam comigo”. Tenho um inominável asco de gente que fala de rendimentos comigo: “eu ganhava super bem”, “não, eu não ganhava tão bem quanto agora”. Arre, querido, simplesmente pare! Se você for homem e vier com esse “mimimi” financeiro então, só piora a náusea que me causa!
Cláudia de Marchi

Sorriso/MT, 11 de fevereiro de 2016.

Nenhum comentário:

Postar um comentário