Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

O fascista.

O fascista.

Disse Norberto Bobbio: “Norberto Bobbio: O fascista fala o tempo todo em corrupção. Fez isso na Itália em 1922, na Alemanha em 1933 e no Brasil em 1964. Ele acusa, insulta, agride como se fosse puro e honesto. Mas o fascista é apenas um criminoso, um sociopata que persegue carreira política. No poder, não hesita em torturar, estuprar, roubar sua carteira, sua liberdade e seus direitos. Mais que corrupção, o fascista pratica a maldade.”
Humildemente, me aventuro a dizer mais: o fascista cresce numa sociedade calejada, cansada e extenuada. Mais, ele usa a frustração do povo com a tal da desonestidade, como escada para ganhar o que ele mais deseja: o poder. E, ao emergir, ele não apenas cometerá atos inescrupulosos (como os que insiste em falar), mas ele vai tolher a liberdade e os direitos civis básicos dos cidadãos.
Sobretudo, daqueles que leem, que se informam, que perscrutam a verdade sem usar de uma única fonte. De quem não lê unicamente a revista que apoia o fascista, de quem não assiste apenas a emissora que dá vazão as ideias do fascista.
Além disso, o fascista irá conquistar os psicopatas sem poder que existem na nação! Aqueles que se acham superiores, pela religião que possuem, pela cor, pela descendência, pela opção sexual, pelo oficio, pela profissão, pelo partido, enfim, ele cativa aqueles que se afinam com pensamentos coléricos, ele conquista a atenção de quem, no fundo, se acha importante e excelente. O fascista cresce, porque recebe dos odiosos o apoio do qual precisa e, assim, ele é amado!


Cláudia de Marchi
Sorriso/MT, 25 de janeiro de 2016.

Nenhum comentário:

Postar um comentário