Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

domingo, 3 de janeiro de 2016

Mudanças: sempre há tempo!


Mudanças: sempre há tempo!

Menos promessas e menos expectativas, mais esperança aliada a atitudes neste ano que recém se iniciou! Que em 2016 você evolua e, para tanto, tente jogar menos pedras, mas se autoanalisar mais, tente falar menos, ouvir e calar mais.
Que neste ano você seja menos amargo, menos revoltado, menos arrogante. Que compreenda que, na ausência de palavras doces e educadas, o melhor a fazer é calar-se, pois, por mais ignorante que o outro seja, ao seu ver, obviamente, é provável que ele não mereça conhecer o fel do seu orgulho intelectual ou seja lá do que ele derive.
Que neste ano você pare de procurar defeitos nos outros, mas procure os seus, ache-os e tente melhorar. Que seu esforço diário não seja apenas para ganhar dinheiro e comprar coisas animicamente desnecessárias, mas que você se esforce, constantemente, para ser alguém melhor, mais doce, mais alegre, mais feliz e menos estupido. Alguém que julga mais a si do que aos outros e que, portanto, caminha a passos largos para a própria evolução.
Que neste ano exista em sua vida menos amor ao semelhante, mas mais respeito ao diferente, menos pedidos, mais agradecimentos, menos oração, mais compaixão, menos reza, mais afeto e empatia! Enfim, que neste 2016 você compreenda que amar e respeitar ao semelhante é fácil, não requer auto superação, empatia ou compaixão.
Ou seja: onde há identificação, há descomplicação, há simplicidade! Que neste ano você disponha-se a conhecer ao diferente e aprender a descobrir, nas diferenças a melhor forma de aprendizagem e crescimento! Que você veja no outro virtudes, independentemente das diferenças, afinal, um ano não é feito de dias, mas de pessoas!
Enfim, que em 2016 você pare de se achar bom pela aparência, saldo bancário, profissão, formação, inteligência, opção sexual, opinião política ou religião que possui, mas que você passe a ser bom e a agir bem ter arrogância. Todavia, para tanto, você não carece se "achar" superior aos outros, mas ser gentil e humilde, enfim, ser humano no sentido racional e afetivo do termo!
Cláudia de Marchi
Sorriso/MT, 1º de janeiro de 2016.

Nenhum comentário:

Postar um comentário