Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Ou fica sério ou não fica.

Ou fica sério ou não fica.

Outro dia, num grupo de pessoas, eu afirmei uma verdade da minha vida: eu não "fico". Se eu nunca tive um caso, uma relaçãozinha que terminou em sexo? Claro que sim! Eu não sou o tipo de mulher que se faz de santa pra namorar alguém, eu não sou o tipo de mulher que se "faça" do que não é.
Nunca, jamais! Não me faço de nada, nunca me "fiz" e nunca me"farei", a questão é a seguinte e muito lógica ao meu ver: se rolaram dias de papo, se rolou jantar ou jantares, se rolaram encontros, rolaram beijos quentes e sexo bom, então: ou fica sério o negócio ou não tem "segunda vez". Não vai adiante!
Depois do primeiro contato íntimo com quem se relaciona comigo (onde antes de tudo houve conversa, muita conversa, diálogo, muito diálogo) ou a situação "vira" ou não vai pra frente e eu me nego a me apaixonar, me envolver ou qualquer coisa afim! Eu não criarei apego e ponto final, minha mente é programado pra isso.
Sair com uma pessoa que já me conheceu intimamente e não quis se "apossar" afetivamente de mim, eu não saio. Por quê? Porque eu sempre terei outras opções, porque eu não sei e não aceito ser tratada como "mais uma", por conhecer o valor que tenho, porque eu sou bonita e inteligente demais pra ter uma relação exclusivamente por sexo.
Sou boa demais para ser mais uma de uma lista, portanto, eu posso sim, transar com você, só não vou “ficar”. Ou transo e um some da vida do outro, porque o sexo foi ruim ou partimos pra algo sério, do contrário, desista de me procurar! Ou sou prioridade, ou não sou nada. Só por isso! Não repito parceiros: ou eu namoro ou eu não fico.
Não atendo telefonemas de madrugada, não aceito sair escondido, não tenho a mínima vocação para ter “esquemas”, “rolos”, “casinhos”, romances sem futuro. Nunca me faltaram opções afetivas, portanto eu não perco tempo com quem não está disposto a me devotar lealdade, afeto e amor. Fora da cama, obviamente.
Podem me criticar, julgar e atirar pedras, mas minha forma de agir eu não mudo. Tornar-me uma "fornecedora" sem ter compromisso ou sentimento com quem eu já tive intimidade? Nunca! É uma vez e nunca mais. Não tenho tempo pra gastar com ninguém e, sinceramente, sou muito bonita pra certas coisas.
E sim, com a minha idade e maturidade eu posso dizer "nunca", pois homens não são, nem nunca serão prioridade na minha linda vida. Amor sim, e amor até eu me dou, com muito mais talento! Ou chega, "chegando" e abalando e fica o tempo que der, ou não chega, só encosta e vaza! Simples assim.

Cláudia de Marchi

Sorriso/MT, 19 de outubro de 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário