Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Sobre o feminismo em tempos de Enem.

Sobre o feminismo em tempos de Enem.

Simone de Beauvoir disse que “mesmo o mais medíocre dos homens se acha um semideus perto de uma mulher”. E ela tinha toda razão, ocorre que o mais medíocre dos homens é um idiota. Quiçá reprovado no Enem, inclusive.
Feminismo não é repúdio aos homens, é o que pode levar as mulheres a receberem o mesmo respeito que o mais tolo dos homens recebe da sociedade. Não, feminismo não se resume em dividir a conta ou servir ao exército, feminismo não é sinônimo de masculinidade, de “ódio” aos machos.
Feminismo é o mote para que as mulheres sejam respeitadas como seres pensantes e competentes, seres cujo lugar é onde quiserem estar, com ou sem filho, com ou sem marido, de copo cheio ou vazio, é a solução para que não sejam agredidas, desrespeitadas e estupradas. Inclusive verbal e psicologicamente.
Feminismo não tem nada a ver com nazismo (pra você macho tosco que chama feministas de "feminazi", mostrando que nunca leu um livro de história e não sabe nada me nazismo ou feminismo!), nem toda feminista é radical e, mesmo que seja, elas tem sua razão em cada manifestação que fazem.
O fato de algumas manifestantes se despirem em manifestações de forma mais ativa e radical que algumas, que, como eu, travam uma luta diária e relativamente silenciosa contra o machismo, significa o seguinte: nós nos despimos quando e porque queremos, não como produtos em revistas ou comerciais de televisão direcionados ao macharedo! Se, para chamar a atenção para determinada causa, for necessário queimar sutiãs e tirar a blusa, tiraremos, mas não para servir à libido masculina.
Você não percebe a diferença? Entre usar sua liberdade como se deseja e não para ser um produto "pró" ereção masculina? Se você não percebe, então lamento, mas você é gravemente limitado intelectualmente baby! O feminismo é o mote para que mulheres não sejam exibidas em capas de revista como produtos, não se escravizem a padrões de beleza impostos por um mercado machista que coisifica o corpo feminino.
E não, feminismo não é coisa de mulher! É "coisa" de ser humano inteligente, porque, acredite, a educação cria mulheres machistas, mulheres covardes, mulheres inseguras e mulheres mais machistas que muito homem dependendo da criação dos mesmos. Lamentável! Mas há esperança, e neste final de semana passado ela se renovou!

Cláudia de Marchi
Sorriso/MT, 27 de outubro de 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário