Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Supere e, please, não generalize!

Supere e, please, não generalize!

Não generalize baby! Sempre haverão capitalistas colocando o capitalismo a perder, socialistas colocando o socialismo a perder, feministas queimando o filme das demais, partidário fanático e outros colocando a sigla do partido na lama.
Sempre existirá religioso queimando o filme da religião que professa, empregado colocando o nome da empresa na lama, gente imoral que lhe fará questionar a humanidade, casamentos de aparência que lhe farão duvidar de tal instituição de direito de família.
Haverão transex, gays, lésbicas e travestis que queimarão o filma da classe a qual pertencem, sempre existirão advogados e médicos mercenários e desonestos, professores arrogantes, burros e grosseiros.
Sempre existirão pessoas colocando medo nas outras por medo de revelar suas fraquezas, sempre existirão pessoas falsas que se enaltecem e nada de bom demonstram. Sempre existirão as pessoas “boas de lábia” e ruins de atitudes, excelentes de aparência e péssimas de essência.
Sempre existirão aqueles seres que serão hipócritas, que dirão que são virtuosos, decentes, francos e que, quando você conhecer-lhes um pouco mais verá que eles não passam, nunca passaram e nem nunca passarão de talentosos mentirosos.  
Enfim, em tudo no mundo, sempre existirão os seres de atitudes imorais, estupidas, impensadas e tolas, mas, nunca esqueça de "dar a César o que é de César": seja justo! Não desmereça ninguém além daquele que agiu de forma errada, não julgue uma classe por algumas pessoas ou o ignorante e estupido será você!
Não julgue o todo pela parte, não seja um estigmatizador, um generalizador. Por maiores que sejam as suas frustrações, nunca deixe a racionalidade de lado. Você foi traído? Você se decepcionou? Alguém lhe agrediu moral ou intelectualmente? Supere! Supere seus traumas!
Se for preciso cuspir na cara de quem lhe maltratou, cuspa. Se for preciso virar a cara, vire. Se for preciso, agredir verbalmente, vá lá, agrida! Mas nunca, em hipótese alguma, se aceite “traumatizado”, aceite-se sendo injusto com quem nada lhe fez ou com quem você conhece de pouco a nada.
Não se torne um ser cheio de “não-me-toques”, de trauminhas, de chateações, que generaliza a maldade e que, por isso mesmo, se torna mau, se torna chato, se torna inconveniente, triste e entediante. Supere, simplesmente supere e não seja uma pessoa injusta! Parte superior do formulário

Cláudia de Marchi
Sorriso/MT, 27 de outubro de 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário