Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

sábado, 17 de outubro de 2015

Tem, mas tá faltando.

Tem, mas tá faltando.

A frase ilógica: “Tem, mas tá faltando” tem a cara do comércio de Sorriso, onde moro, quando a cliente não entra toda arrumada e com chave de carro importado na mão e define a situação geral sobre a (in) existência de homens. Homens de atitude. Homens com "H" maiúsculo.
E não, caro amigo homem que se ofendeu com o começo deste post: a culpa não é unicamente sua, ou melhor, do gênero masculino, pelas atitudes desprovidas de tato romântico, de gestos admiráveis e nobres que você e seus "parceiros do gênero" tomam atualmente.
As atitudes masculinas escrotas são fruto do costume masculino em lidar com mulheres de amor próprio inexistente e atos, igualmente, escrotos! Perdeu-se o hábito de dar flores, de presentear, de ligar pela manhã, de dar boa noite, perdeu-se o hábito de, mesmo distante, fazer-se presente, perdeu-se a gana da conquista, o romantismo, a vontade de cuidar.
E, por quê? "Porque é fácil 'pegar' mulher hoje em dia". Dizem os homens para os quais quantidade equivale à qualidade, para os quais silicone equivale a cérebro. Mulheres de qualidade, digo, mulheres com "M" maiúsculo e não garotas afoitas, interesseiras e a caça de um marido abonado, existem muitas realmente?
Pense bem, meu caro: existem? A menos que você seja um anencéfalo que "vingou" a sua resposta será um taxativo "não". Mas, é importante que você saiba que, ainda que sejam exceções, mulheres valorosas e que se dão ao valor existem sim e elas não vão se contentar com as suas atitudes corriqueiras, banais e imaturas.
Mulher de verdade meu caro, é artigo de luxo! Elas não se contentam com qualquer “se der te ligo”, elas não se contentam em ser opção, elas querem ser prioridade e não uma ligação no fim de noite, um “segundo plano”. Claro, prioridade em relação a outras, não em relação a trabalho e filhos, não em relação a outras circunstancias pessoais que merecem respeito e que qualquer mulher madura e mentalmente equilibrada irá respeitar.
Uma mulher que se preza, quer ser o objetivo do seu parceiro. Quer ser o foco das suas atenções, quer se sentir esperada, desejada, valorizada e inspiradora. E, quanto mais afeto, atenção e amor receber, mais ela lhe dará. A questão, hodiernamente, é: para quem dar toda essa atenção?
Vocês homens estão acostumados a destinar às mulheres um pseudo “valor”, isso, claro a estas 9 em 10 mulheres com quem saem, 19 em 20 das que conhecerão vida a fora! E, assim, uma mulher que se preze, que se ame, que se valorize, que se respeite e que espere o mesmo do parceiro, fica em cima do muro, devotando a si mesma todo o amor que tem, por que, infelizmente não existem homens que lhes mereçam e ajam de forma a conquistar seu apreço.
Existem inúmeros homens procurando companhia, mas raríssimos, quase nenhum, dignos de despertar paixão numa mulher valorosa, menos ainda amor, que é um misto de atração com admiração. Enfim, abre o olho meu caro, porque nessa de perder a perspicácia para distinguir uma mulher da outra, para distinguir a exceção da regra, você paga de idiota e perde excelentes oportunidades.


Cláudia de Marchi

Sorriso/MT, 18 de outubro de 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário