Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Se for para borrar, que seja o batom!

Se for para borrar, que seja o batom!

Homem algum vale um delineador borrado. Nem rímel, nem lápis! Homem que vale a pena amar é o que tira seu batom vermelho com beijos apaixonados e desavergonhados.
É o que não tem vergonha de ficar com a boca "rosada" após beija-la, o que lhe faz rir quando você está triste e que tem assunto para conversar com todo mundo, do ministro ao porteiro, é o que lhe arranca gargalhadas e não decepção ou raiva.
Não conheceu nenhum e se contenta com o "meia boca"? Ah, então você não é uma mulher de verdade, é mocinha, mas está no "caminho"! Um dia aprende. Um dia você vai aprender que nenhum homem vale uma lagrima derrubada por magoa ou dor.
Não falo daquelas lagrimas que você derrama desarrazoadamente, daquelas que você derrama por cansaço, insegurança ou TPM e atribui injustamente ao parceiro. Falo daquelas lagrimas causadas por um cara, um cara que, em seguida, após lhe magoar, faz mil promessas dizendo que não irá errar novamente.
Que não será mais grosseiro, estupido, que não agirá mais de forma egoísta, que não descarregará em você a sua ira por problemas que você não deu causa. E ele consegue não ser, até que erra de novo e faz você chorar novamente.
Isso aí, minha amiga, mulher alguma merece, assim como homem algum merece uma mulher grosseira, que lhe ofenda, que grite sem razão alguma, simplesmente, porque não sabe dar ao outro aquilo que deseja dele receber: afeto, carinho, respeito e doçura.
Todo mundo merece ser bem cuidado, acarinhado, e, sobretudo, bem amado. Não falo apenas de sexo, falo de bom trato, falo de respeito, de educação, de carinho, de receber aquilo que dá. De dar amor e receber amor, de dar afeto e receber afeto, de ser mimado. Sim, quem não gosta? Só pessoas emocionalmente fracas ou muito tolas “gamam” em quem não lhes trata como merecem.
Pode ser uma questão de fase, a maioria de nós tem uma fase meio “amor bandido”, meio “entre tapas e beijos”, meio musica sertaneja, mas a gente amadurece e chega à conclusão de que merecemos o melhor do melhor, porque nos tornamos o melhor do melhor. A maturidade traz inúmeros benefícios, o de se amar e desejar ser amado na mesma proporção é um deles.

Cláudia de Marchi

Sorriso/MT, 29 de junho de 2015. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário