Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

domingo, 9 de agosto de 2015

Uma pequena lição de bairrismo útil.

Uma pequena lição de bairrismo útil.

Nascer numa cidade gaúcha que na semana que findou completou 158 anos e adorar uma cidade mais jovem do que eu, a que escolhi para viver, me fez pensar! Sorriso é uma cidade com poucos "natos", a maioria adotou a cidade, como eu e meus pais.
Quando eu era criança e estudava no IE (Instituto Educacional de Passo Fundo), escola metodista tradicional e localizada no meu bairro, tínhamos uma enorme rivalidade no esporte e no ensino com outro colégio, o marista Conceição. A classe média da cidade e região colocava seus filhos nestas escolas.
Os estudantes defendiam a excelência do ensino de sua escola com unhas e dentes, eu mesma discutia com crianças da escola rival! No esporte então, (área em que sempre fui um fracasso) eram boas as brigas! O que isso ensina? Pequena lição de bairrismo!
Sinto falta disso por aqui, afinal ainda que ele tenha um "que" de arrogância é mais belo do que o desdém, do que cuspir no prato que se come e continuar comendo, o que é pior! Sinopenses, alguns, obviamente, não gostam muito de sorrisenses por lhes achar arrogantes. Sim, existe uma competitividade intermunicipal, até porque a cultura das cidades diverge.
Mas não é disso que falo, é do orgulho de suas instituições! O que inclui escolas, universidades. Quando estudei na UPF nunca ousei menosprezá-la e aqui costumo ver acadêmicos fazerem isso! Ovacionam outras instituições e reclamam das que estudam! Isso não pode, é queimar o filme do seu futuro!
Problemas com a faculdade respectiva? Pergunte a algum aluno da UFMT, por exemplo, se ele não tem! Ele terá! Você precisa valorizar e elogiar mais sua instituição ou escola, são elas que lhe preparam para o mercado de trabalho!
Não carece apenas ter orgulho do personal, da academia, do cirurgião plástico, dos hectares da família, da igreja, da empresa do pai, você precisa respeitar e enaltecer a educação técnica que recebe, pois seu futuro depende dela e, nisso, uma cidade com 158 anos tem de sobra: apego a educação local, aquela que poderá mudar o nosso futuro!
Bairrismo não é arrogância sulista, significa algo como "se estou aqui é porque eu quero, então eu vou amar e lutar por eventual melhora sem desmoralizar"! Antes de falar aos colegas de especialização em POA ou amigos de fora que eu residia no terceiro maior centro médico do Sul do País (do Paraná para "baixo", para quem não estudou geografia), capital nacional da literatura, terra do Teixeirinha e do Felipão eu tinha orgulho de onde estudava!
Hoje uso as referências como manifestação saudosista. O mesmo deve valer em Smile city (bela até no nome), afinal nem todos podem plantar para se orgulhar da soja e de ser o maior produtor do País aqui na capital nacional do agronegócio, mas todos carecemos crescer e estudar, amar a cidade apesar de seus pesares, pois você não é uma árvore: se está aonde está, ame ou se mude! Então meu povo, tenham mais orgulho das instituições necessárias a sua formação educacional, no mínimo, porque menosprezar a cidade em que se vive e a faculdade que se cursa é muito feio!
Cláudia de Marchi

Sorriso/MT, 09 de agosto de 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário