Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

domingo, 13 de março de 2016

Diga-me quem admiras e eu te direi quem és!

Diga-me quem admiras e eu te direi quem és!

Eu queria saber que tipo de barbitúrico fez uso o tiozinho que inventou aquela frase que diz "diga-me com quem andas e eu lhe direi quem és". Gente, não seja trouxa! Atualmente vivemos na era das amizades superficiais, daqueles que só nos convidam para beber um chopp e especular nossa vida, dos que perguntam "e aí, tudo bem?", sem querer saber a resposta, enfim é esse o povo chamando o de amigo.
Até o velho Mark não inventou a opção "meramente conhecido"! Ou seja, não é com quem você janta, faz esbórnia, toma chá da tarde que define quem você é, por outro lado, se você quiser saber quem é alguém verifique quem essa pessoa admira! O cabra admira amigo mulherengo e mau caráter, pode ter certeza: ele queria ser igual, só falta coragem!
"Ah, admiro a lábia do advogado tal, pode até ter roubado, mas tem uma vida boa pra caramba!", "fulano bate na mulher mas invejo a disciplina dele", "meu ídolo é fascista, xenófobo e homofóbico, admiro ele!" Você, na verdade, é aquele que admira, e não aquele que está tomando uma cerveja com você!
Você não é a pessoa com quem andas, com quem convive ou dialoga, você é a pessoa pela qual você nutre admiração. Aquela para a qual você olha e pensa: “Nossa, ele é o máximo, quisera eu ser assim!”. Se existe algo que revela ao mundo a sua personalidade é justamente a personalidade de quem você admira ou idolatra.

Cláudia de Marchi

Nenhum comentário:

Postar um comentário