Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

sexta-feira, 18 de março de 2016

Julgamentos pérfidos e inúteis.

Julgamentos pérfidos e inúteis.

Gente quem inventou pra vocês a história de que mulheres bonitas não podem ser inteligentes? Ou, se forem, portanto merecem aplausos e biscoito de gente preconceituosa? Seguinte filhinho: aparência não define intelecto, vestes não definem moralidade ou devassidão (do contrário não existiriam padres pedófilos, por exemplo!).
Nem sequer cargo define competência ou inteligência, sobretudo aqui no Brasil onde existem trocas de favores e puxa-saquismo a rodo! Enfim, não se baseie em aparências e nem se mostre surpreso quando for surpreendido pela realidade!
Existem lindas mulheres inteligentíssimas, existem mulheres não tão belas e incultas, existem homens não tão bonitos, porém inteligentes, carinhosos e afetuosos casados com mulheres belas e vivendo um amor genuíno! Porque o amor não nasce apenas da atração, o amor se conquista por atos, pela afetividade, empatia e carinho!
O oposto também é verdadeiro! Amor é afinidade de almas, não necessariamente de corpos. Corpos atraem, mas a admiração, mãe do amor, conquista, une, mantém. Vivemos num mundo em que pensamos demais, obtemos muitas informações com facilidade e, infelizmente, condicionamos o nosso cérebro, como numa espécie de defesa à ilusões, a julgar rapidamente o que vemos.
E julgamos com base em que? Com base no que já vimos, vivenciamos, ouvimos, deduzimos analisamos e, assim, não raras vezes, jogamos a bola da logica longe com presunções vãs: “é muito bonita, só pode ser burra”, “é casada com um cara deselegante, só pode ser interesseira”, “tem um corpo bonito, só pode ser uma fútil que nunca leu um livro” e assim por diante. Afogamos a lógica, o nosso senso critico racional, porém puro, num imenso mar de julgamentos pérfidos e preconceituosos.


Cláudia de Marchi
Sorriso/MT, 17 de fevereiro de 2017.

Nenhum comentário:

Postar um comentário