Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

quinta-feira, 21 de maio de 2015

A pílula da racionalidade.

A pílula da racionalidade.

Eu queria que existisse a pílula da racionalidade! Aquela que, quando tomada, faz as pessoas pensarem, raciocinarem, agirem com respeito a elas mesmas, amarem sem ensandecerem, doarem-se sem prejudicarem-se, envolverem-se sem perderem-se de si mesmas, agirem, enfim, em todos os aspectos, de forma plausível, equilibrada, e, obviamente, racional!
Se esta pílula existisse eu largaria o magistério e a advocacia e viraria representante comercial do “medicamento” quando não uma “doadora” do mesmo, porque, sinceramente, lamento muito ver pessoas se prejudicarem pelo que chamam de amor e paixão, manterem-se infelizes pelos filhos ou por qualquer outro motivo que, na realidade, não justifica suas agruras, lamentos, prejuízos e falta de paz.
Às vezes me parece que as pessoas não gostam de pensar, superestimam o que sentem sem perceber que sentimento não leva à felicidade se a racionalidade não andar ao seu lado.
Tem quem ache que é possível viver um grande amor sem ser racional. Eu acho que é possível viver uma relação doentia sem ser racional. Daquelas que briga na sala e se entende no quarto. Não nego que tais relações são até emocionantes: quando você não está feliz pela reconciliação, está furioso pela briga. É o tal de altos e baixos que instiga! Mas cansa, ao menos a uma pessoa madura. Após viver uma relação doentia você nunca mais deseja algo assemelhado.
Com o passar do tempo a gente quer mais de um relacionamento, a gente quer risos na sala, vinho no jantar e sexo no quarto. Sem aquela coisa doentia do “briga” e reconcilia, repudia e abraça. E sabe, por que existem relações assim?
Porque as pessoas não admiram o parceiro, não tem reais afinidades de gostos e metas. E, claro, não se dão ao devido valor e respeito. Ou seja, como admirar sem ser racional? Como exigir respeito sem se respeitar? Impossível! E é por isso que a pílula da racionalidade faria bem a muitas pessoas.


Cláudia de Marchi

Sorriso/MT, 21 de maio de 2015.   

Nenhum comentário:

Postar um comentário