Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

terça-feira, 12 de maio de 2015

Com licença mulherzinhas e homenzinhos, obrigada!

Com licença mulherzinhas e homenzinhos, obrigada!

Já conheci homens que achavam que seu dinheiro e sobrenome me prenderiam. Já conheci os que achavam que o sexo e o senso de humor bons me prenderiam. Outros achavam que o fato de serem (bem) dotados financeira, intelectual e fisicamente seria algo que me fizesse apegar "forever".
Existiram os que achavam que um "dr." ou (mais de mil) "hectares" aliados a certa cultura me prenderiam. Enfim, me relacionei com pessoas tolas, porque a conquista de uma mulher inteligente, madura e bem resolvida envolve muito, muito mais do que isso aí citado.
Envolve olhares encantados, daqueles que fazem uma mulher sentir-se verdadeiramente amada, sem precisar de palavras doces ou atitudes românticas. Envolve exclusivismo, atração, maturidade, carinho, admiração e respeito. Compaixão, empatia e amor, sobretudo.
Para todo o resto existe um: "Com licença, prefiro ficar sozinha, você não é tudo o que desejo. Com licença, sua maturidade é frustrante, com certeza, se você fosse um ser humano bem resolvido seria a pessoa mais milionária e bem dotada de falo do mundo, mas não é, e o inverso eu dispenso."
Dai você, amiguinha mulherzinha que tem seus conceitos embasados no machismo, na carência e na necessidade machista que faz a mulher querer “ter um homem” me diz: "Ai, amiga vai morrer sozinha!".
E eu, do alto do meu autorrespeito, amor próprio, autoconhecimento e apreço pela alegria, independência emocional, financeira, afetiva e felicidade que já existem em minha vida, respondo: "E dai? Antes só! Morrerei feliz e não suportando o que não é admirável, mas tolerável. Licença querida, eu não preciso disso. Obrigada.".

Cláudia de Marchi

Sorriso/MT, 13 de maio de 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário