Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Feminismo não é radicalismo, parça! Meça a sua ignorância!

Feminismo não é radicalismo, parça! Meça a sua ignorância!

Amiguinho, não a mulher não precisa ser daquelas que não usam salto, não se maquiam, não se depilam e queimam sutiã para ser feminista. O feminismo é, simplesmente, uma postura de mulheres inteligentes e racionais frente ao machismo que “coisifica” mulheres e santifica os “provedores”.
Machismo é coisa de homem? Não, não é! Machismo é coisa de mentalidade tacanha, e a tacanhez, assim como a inteligência, não depende do gênero ao qual pertencemos. Está na mente e não nos órgãos genitais, para dizer pouco.
Aliás, vejo uma quantidade imensa de mulheres machistas. Nunca ouvi nenhum rapaz comentar que o problema da fulana é “falta de sexo”. Já as mulheres têm como adjetivo essencial a quem pensa, vive e age de forma diferente delas, o tal do “mal amada”.
Tem até aquela coisa idiota de que, se a mulher subiu na carreira é “porque está dando para o chefe”. Caramba, e se tiver? Tá dando o que é seu, por acaso? Ou seja, até no caso da sua ignorância pérfida proceder, ainda assim você estará errada em julgar e falar.
Isso me frustra e em época de estresse me dá taquicardia. O que uma mulher ganha falando mal de outra mulher? Por que fazer isso? Por que não ter empatia e até admiração pela outra? Por que ela é diferente? E daí! Há sempre algo de encantador nas diferenças e algo de recalque em criticas infundadas. Inveja, inclusive.
Agora, quanto ao feminismo, umas questões: Você acha desnecessária essa imposição de padrões de beleza? Você acha que é possível uma mulher viver sem ter filhos? Você acha que a personalidade feminina não se liga ao quanto ela transa à noite? Você acha que nem toda mulher vive caçando homem rico pra lhe sustentar?
Você acha que toda mulher “é pra casar” desde que queira casar e que se “fazer de santa” é mote para conquistar macho machista? Você acha que a mulher deve escolher com quem transar e namorar sem ser mal julgada? Você acha que mulheres não precisam seguir um guia de comportamento: nasce, brinca de boneca, vira mocinha, namora, estuda, casa, cuida do marido e dos filhos, arruma a casa todos os dias e nunca bebe, fuma ou fala palavrão?
Você acha que uma mulher pode ter o seu salário e ser independente? Você acha que as mulheres devem ser respeitadas pelo que fazem em seus ofícios e não pelo tamanho dos seus peitos ou condição financeira do marido?
Você acha que lugar de mulher não é no tanque ou no fogão, mas onde ela quer? Você acha que só covardia justifica agressão física de um homem (sempre superior em forças), contra uma mulher?
Você acha que as mulheres não são obrigadas a se vestir, usar maquiagem, e mudarem o seu corpo só para agradar aos homens? Você acha que mulheres e homens devem ganhar o mesmo e serem julgados com os mesmos pesos e medidas? Se você respondeu sim a uma dessas perguntas você é feminista. Chega de dizer que o feminismo é o oposto do machismo.
Não é, feminismo é querer que as mulheres sejam julgadas pelo intelecto e respeitadas por serem quem são, sem a desconsideração de diferenças inatas, como a força física por exemplo. Feminismo é querer igualdade no igual e respeito as diferenças básicas.
Enfim, o feminismo visa reconhecer que temos direitos, que somos dignas e não meros pedaços de carne expostos num açougue de beira de estrada, o resto não é feminismo, é radicalismo desnecessário. Não julgue o todo por uma parte. Simples.


Cláudia de Marchi
Sorriso/MT, 28 de maio de 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário