Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Amar cura II.

Amar cura II.

A gente escolhe a quem conhecer, com quem se entrosar e dar-se a conhecer. A gente até escolhe o que quer ver e ter numa pessoa. Formamos um "tipo" de predileção, alguns privilegiam o corpo, outros o bolso e outros a conduta, a postura, a "excepcionalidade", afinal vivemos num mundo cheio de "pessoas padrão", pessoas "regra".
Quem escolhe o outro pelo bolso não ama, faz continhas de “custo-benefício”. Usa uma forma menos nobre de prostituição, qual seja, aquela que diz “eu te amo”, ou seja, que mente, ludibria e engana para conseguir o objetivo de ter um estilo de vida mais “fino”.
Quem escolhe apenas pela aparência não ama estritamente, se baseia em atração e beleza o que, certamente perece. Quem escolhe por afinidades e forma de ser e pensar, aí então age com sensatez. Se será eterno? Amiguinho seguinte: desencana desse negócio de "eternidade", porque nem seu corpo viverá pra sempre também.
Preocupe-se em ser feliz, viver em paz, curtir a vida com quem lhe faz bem. A eternidade é um mito romântico que existe para sabotar a felicidade humana. Se for até o final ou além da vida, então será, mas não saia esperando o "pra sempre", busque ser feliz sempre, porque assim, terá uma relação feliz e, se ela deixar de lhe fazer bem, você seguirá sendo feliz, ainda que só.
Amar não mata, desamar não mata. Ser infeliz e covarde já mata bons momentos e aniquila excelentes oportunidades. Mas, por favor, entenda que o amor não terá 100% de explicação.
Você poderá explicar o que lhe chamou a atenção no outro, o que ele tem que lhe cativou, mas quando amar de verdade o inexplicável vira predominar, porque se para tudo você tiver explicação, então não será uma decisão da alma junto com o cérebro, mas apenas deste.
E, não esqueça, este faz cálculos e também comete equívocos. Seja tudo, menos superficial. Esteja disposto a amar, porque dinheiro até banco empresta e prostitutas ganham. É mais fácil do que sentir algo que, realmente fará valer a pena a cessão de liberdade que é inerente a uma relação amorosa séria.
Cláudia de Marchi

Sorriso/MT, 15 de julho de 2015.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário