Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

terça-feira, 7 de julho de 2015

Empatia.

Empatia.

“Não sou o que as pessoas pensam. Sou apenas aquilo que sinto e que poucos podem ver.” A parte triste disso é que as pessoas pensam, conjuntaram e julgam sem sequer se aprofundarem na gente.
A gente, então, cientes do que já sofremos e vivenciamos para termos uma forma de pensar flexível sobre inúmeros assuntos, revida o julgamento, a critica e a magoa. Então a gente magoa e, tudo isso por que? Porque as pessoas preferem pensar e julgar você do que ver você com os olhos de um ser "sensiente" que é.
Acho  que deve fazer bem para os seus egos colocar uma criatura em analise, tal qual um cientista analisando uma bactéria com aqueles instrumentos que vemos em filmes. Acontece que, em certos momentos da vida da gente, a nossa sensibilidade fica a flor da pele e tudo o que precisamos é ser compreendidos, é termos a empatia alheia e não o julgamento, a critica ou, quiçá, o menosprezo.
Talvez sejamos realmente pretensiosos! Sei lá, a gente não quer só diálogos, risadas e piadas, a gente quer ser visto um “pouco” além, a gente quer ser compreendido, ouvido, conhecido e não analisado, julgado, observado meramente. Empatia, todos precisamos! Enfim, há na vida os mal entendidos, o mal julgar, os desencontros que poderiam ser ternos e eternos encontros se sentíssemos mais o outro ao invés de julga-lo e menospreza-lo.
Cláudia de Marchi
Sorriso/MT, 07 de julho de 2015. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário