Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Frederico Elboni e outros detalhes desmistificando a “gostosura” feminina!

Frederico Elboni e outros detalhes desmistificando a “gostosura” feminina!

Acho que já postei o texto disponível no site “Entenda os homens” sobre mulheres de cabelos curtos, mas um amigo gay de longe do MT mandou-me novamente me “homenageando” e eu o li. A priori, cumpre dizer que o Frederico Elboni (escritor, blogueiro e autor do texto em comento) é um jovem homem de ideias excitantíssimas! Esse jovem, é o cara, ele sabe muito de mulheres e de suas atitudes!
Segundo, amigos e amigas, compreendam uma coisa: quem rompe paradigmas, confia muito em si e, via de regra, tem coisas muito, muito, muito interessantes a oferecer! Quiçá o desavergonhamento puro e límpido, a segurança, a ausência de “mimimi”, ciuminho tolo e busca frenética por uma “segunda rodada”.
Mulheres sem síndrome de Sansão, sem síndrome de “enfeite”, de arruma dali, murcha dali, estica acola, “preciso sair perfeita na foto”, preciso ser perfeita, preciso ser magra, preciso emagrecer, preciso de lipo aqui, lipoescultura lá, preciso de 3 horas de salão, 2 de maquiagem, são um tipo muito mais seguro, autoconfiante e devasso de mulher!
Essas mulheres não precisam da aprovação alheia, elas precisam é curtir o que querem curtir, ignorar o que não querem e seguir em paz, ciente de que são realmente boas em tudo e sobre todos os aspectos, sem precisar agradar aos homens e seus tradicionais estigmas e paradigmas do que é definível como mulher bonita ou “gostosa”.
Cara, se você não transou com a mulher, tira da cabeça que ela é “gostosa” meu filho, porque tem muita mulher com a estética preferida dos homens (traseiro imenso e coxas e cabelos idem) que, sequer, se sentem à vontade de usar biquíni na piscina, imagina entre quatro paredes! Ser “perfeita”, ser bonita e ser gostosa vai muito além de paradigmas midiáticos e antiquados (cabelão, saia, bundão e coxão) é uma questão de atitude.
Nem todo homem sabe disso, mas o meu amigo Fred manda muito bem! Ser homem com “H” maiúsculo independe da idade, é questão de expertise. Sinto muito por você que é tão “pouca prática” que acredita no que é “vendido” e não experimentado!
Tem homem muito idiota neste mundo! O cara nem analisa o olhar da mulher, os lábios, a linguagem corporal, as medidas e a elegância e já sai fazendo um “pré-juizo” de gostosura.
A dita cuja tem um olhar parado, uma boca fica, mais “coisa preta” em cima dos olhos do que piche no asfalto, um salto plataforma que deixa a criatura 20 cm mais alta, cabelos alongados com escova progressiva, prancha quente ou escova em salão, vestido disfarçando as celulites do traseiro e pronto: “Nossa, muito gostosa!”. Os homens em sua maioria são inaptos para julgar a aparência feminina. Mas o Elboni e um amigo que tive, lá no interior do RS, não eram assim. Pra dizer que não serviu pra  muito ensinamento na minha vida, nem meu ex-marido era otário a tal ponto! O cara já soube escolher mulher, isso eu não nego!
Os homens eram vidrados em segurança, em atitude, em olhares penetrantes, em postura “pouco ligo pro cabelo e pro make”. Sinceramente? Esses caras devem ter orgasmos muito melhores que os seus que acha que a criatura que se faz de Barbie é gostosa sendo que ela é tão insegura que só se sente bem pra sair de casa 2 horas depois de entrar no closet ou no banheiro e só transa de manha se tiver escovado os dentes e refeito a maquiagem.
Cláudia de Marchi

Sorriso/MT, 06 de julho de 2015. 

Texto do Frederico em: http://www.entendaoshomens.com.br/mulheres-de-cabelo-curto/

Nenhum comentário:

Postar um comentário