Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

terça-feira, 21 de julho de 2015

Mulheres: melhorem suas implicâncias!

Mulheres: melhorem suas implicâncias!

Eu nunca tive essas “nóias” de “amiguinha” de namorado, como se toda mulher com a qual ele se relaciona ou até transou fosse vagaba ou uma ameaça em potencial para o meu relacionamento com o cidadão. Aliás, sinceramente, de amiga minha, bonita, feia, gorda, magra, piriguete ou “santa” eu nunca tive ciúmes.
Primeiro, porque me conheço, segundo porque me conheço, terceiro porque me conheço, quarto, porque eu o conheço e quinto, porque as conheço. Entendeu? Sei o que sou, o que ele é e como elas pensam, ou seja, nunca temi. Ah, mas se eu fosse traída por “eles”? Azar dele, que perderia a minha consideração, pois, volto a dizer, eu me conheço. E delas que perderiam uma amiga.
Se eu tenho ciúmes? Se eu gosto da pessoa, claro que tenho, mas não das pessoas que o cercam, mas dele. Sou exclusivista física e sexualmente. Se o sujeito “encarar”, leia-se, “paquerar” alguém, aí então eu irei repeli-lo. Sim, repeli-lo, não reprimi-lo, porque acho isso o fim do desrespeito. Simplesmente digo: “Ah, quer? Sinta-se livre paga pegar! Boa sorte, com licença.” E o tal dos ciúmes de colega de namorado ou marido? De secretária e tal? Caramba, acho que passei desta fase bonitaço! Já tive, na minha fase dos “inte”, hoje acho de ultima categoria.
Não importa o quão bonita seja a pessoa que convive com o meu “respectivo” ou eu confio no sujeito que “dorme” comigo ou a relação está falida e a culpa não é da “bonitona”. É dele e minha, provavelmente. Sei lá, autoconfiança é tudo!
Tornei-me amiga das amigas dos meus namorados e até amiga das “ex” ultimamente. Sei lá, pra começar, por que não ter empatia? Você sabia que 9 dos 10 erros que ele cometeu com ela cometerá com você? Então, porque não se “informar” na fonte né?! É só saber filtrar que tudo é válido.
Mas não, tem gente que vê a “ex” como ameaça, como se fosse um extraterrestre que fosse “abduzir” o seu “machinho de estimação” ou alguém muito “ruim” que fez mal para o coitadinho, a “vítima” por excelência. O que é isso jovem? Se o dito cujo não está contente com você qualquer uma irá traça-lo e olha que nem precisará ser linda, alta e magra. Pode ser qualquer uma!
Até, porque, convenhamos que mulher que realmente se preza não vai querer homem comprometido. Por que uma mulher linda e inteligente vai se contentar com migalhas de atenção né?! Então, a mulherada está pra lá de equivocada quando sente ciúmes da bonitona que trabalha com o marido.
Normalmente é a insossa e feia que vai dar em cima dele e, quiçá, se você for ruim de cama ou andar muito “friazinha”, ela ainda o “abduzirá” disso que você chama de “casamento”.
 Confie mais em si, minha cara! Deixe de ser machista e menosprezar as outras mulheres. Deixe de projetar nas outras os seus receios e até mesmo as suas fraquezas! Cuide de si, cuide do seu parceiro, transe com talento e, simplesmente, “melhore” suas implicâncias!

Cláudia de Marchi
Sorriso/MT, 21 de julho de 2015.


Nenhum comentário:

Postar um comentário