Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

terça-feira, 14 de julho de 2015

Vergonha na cara? Não é privilegio de todos.

Vergonha na cara? Não é privilegio de todos.

Existem alguns tipos de ser humano cuja vergonha na cara é, parafraseando o ex-presidente Collor, um "sonho de uma noite de verão". Primeiramente são aqueles machos idiotas que traem a mulher por hábito, por costume e por ego.
Aqueles caras que se acham os poderosos, os gostosões, os irresistíveis e que dão em cima de qualquer uma que lhe pareça bonita e tola para cair na sua lábia de "coitado sem carinho", de "estou com ela pelos filhos", de "sou acomodado", de "estamos separados", "estou me divorciando" e do tradicional "estou infeliz no amor, ela não me dá atenção".
Esse tipo que "jura amor" para a esposa, filho, família e papagaio mundo a fora, mas cuja máscara cairia com alguns "prints" enviados por mulher decente ou biscate. E a outra subespécie do gênero humano é está ultima, a biscate. Mas, quem é ela afinal?
Existem as que não sabem nem falar português direito e só se preocupam com a aparência para encontrar e casar com homem abonado, de preferência engravidar para "segurar" o indivíduo e adquirir direito a pensão alimentícia quando a relação acabar.
As "profissão caça dote" eu diria, que usam a aparência como estratégia de "propaganda" para conquistar homem tão estúpido e fútil quanto ela para fazer o tradicional par: a gostosona burra e o macho rico que precisa se exibir para os amigos. Enfim, um corno mesmo que não tome guampa efetivamente.
Existe aquele tipo ainda mais infame de bisca (apelido “carinhoso” para as biscates) que não pode ver um homem comprometido que precisa dar em cima, especialmente se o cidadão estiver de olho em alguma conhecida, popularmente chamada de "amiga" (assim, com aspas).
Este tipo baixo de ser humano que quer dominar o "campo" sem critério algum para mostrar que é mais que as outras. E, claro que é! Mais vadia, mais sem noção, mais idiota e mais burra, além de carente, porque "bisca" que busca homem comprometido precisa alimentar um ego frágil e torto com uma autoafirmação indigna no estilo: "Ela acha que é dela, mas eu pego".
E pega, só não é assumida, porque homem galinha e infiel existe, mas boa parte sabe diferenciar uma mulher com "m" maiúsculo e superlativa de uma mulherzinha qualquer (no diminutivo mesmo). E quem consegue ser pior que este tipo de gente? Ah, os psicopatas em geral, sobretudo os eleitos pelo povo e que dele rouba, além dos que cometem crimes horrendos como estupro, homicídio em série e etc.. Esses obviamente são piores que o infiel contumaz e que as "caça aliança" e "dotes".

Cláudia de Marchi

Sorriso/MT, 14 de julho de 2015.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário