Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

sexta-feira, 17 de abril de 2015

Amor, respeito e ternura verbal.

Amor, respeito e ternura verbal.

Acho de ultima categoria esse povo que acha o máximo sair distribuindo "patadas" nos outros e se promove e se enaltece sendo grosseiro e ainda se "acha" importante por isso! Você não sabe o que o outro sente, pelo que passa, não lhe custa nada dar a mesma resposta de forma educada e tendente a auxiliar ao outro e não a humilhar.
É um exercício que começa com uma autoanálise suficientemente forte para você parar de se achar melhor que os outros. Porque você pode ser diferente, não melhor. Se fosse melhor não se acharia, apenas daria bons exemplos.
Conheço pessoas que se acham extremamente importantes e, o que é pior, são bem quistas e admiradas por muitos que acham que seu jeito grosseiro é sincero, é ser franco, é ser autentico.
Pergunto-me, qual o problema dessas pessoas? Masoquismo? Sadismo? Gostam de ver o outro ser verbalmente humilhado? Sinceramente eu não sei, mas, em minha modesta opinião, lhes faltam humanidade e a tradicional moral: não fazer (e nem desejar) ao outro o que você não deseja enfrentar.
Se você não gosta de ser verbalmente humilhado, não humilhe. Pensar nos efeitos de suas palavras a partir do momento em que são ditas não custa dinheiro, não mata e não lhe torna menos inteligente ou intelectual: torna-lhe mais decente, mais gente, mais humano.
Não há necessidade de falar com grossura o que pode ser dito com ternura. Essa é a melhor forma de espalhar amor no mundo. Acredite, amar não é só ter o coração batendo forte por uma pessoa com a qual se deseja transar. O amor reside no coração dos que amam a si mesmos e a vida e é espalhado em forma de respeito, de bom trato, de empatia e de afabilidade nas palavras. Simples assim.

Cláudia de Marchi

Sorriso/MT, 17 de abril de 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário