Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

domingo, 26 de abril de 2015

Beleza fácil.

Beleza fácil.

O mundo carece de pessoas felizes, sinceras, educadas, bem resolvidas e com classe. A beleza é supervalorizada, sabe por quê? Porque aparência legal e conteúdo feio não vale nada.
Você não é a circunferência da sua cintura, o tamanho do seu busto e traseiro, você não é nem mesmo o seu sorriso bonito, uma pele lisinha e um olhar maquiado. Você é o que sente, o que pensa, como trata as pessoas, como vive e como encara a vida e ao outro.
Beleza é fácil ter! Basta ter grana, basta ter bom gosto, basta investir na aparência. Agora, caráter, inteligência e bom humor cirurgião plástico algum faz surgir, faz nascer.
O brilho de uma pessoa vai além da aparência, depende da alma, da essência, por isso vemos tantas pessoas belas e sem graça neste mundo. Humor, alegria, educação, classe e elegância não se compram.
Na verdade, ainda que fossem vendíveis, numa sociedade fútil e superficial não haveriam compradores. E assim o mundo segue: com pessoas plastificadas e bonitas, mas antipáticas, grosseiras e sonsas.
Uma pessoa bonita é só uma pessoa bonita, não significa que seja alguém valorizável, alguém que mereça a sua admiração, o seu apreço. Uma pessoa educada, simpática, alegre e sorridente, porém, é outro nível!
O bonito atrai olhares, mas não conquista. Nenhuma pessoa vai amar você só porque você é magra, alta, loira e linda. Isso desperta atração, não encantamento e admiração, porque quem ama, minha amiga, ama aquilo que não vê e, seguidamente, nem explica, mas, com toda certeza, não é a aparência.
A beleza pode fazer alguém se manter com você para lhe exibir, nunca porque ama. É preciso muito, muito mais que um rosto e um corpo lindo para tocar a alma de alguém. A menos de alguém que valha a pena. O resto? Ah, o resto não vale coisa alguma!

Cláudia de Marchi
Sorriso/MT, 26 de abril de 2015.


Nenhum comentário:

Postar um comentário