Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

sábado, 18 de abril de 2015

Pequena crônica fútil contra a futilidade “fora dos padrões” II.

Pequena crônica fútil contra a futilidade “fora dos padrões” II.

Sobre parte da crônica que postei da crônica primeira que causou "dúvidas": Darling, educação, simpatia e inteligência são fundamentais para qualquer ser humano! Eu quis dizer, apenas, que uma pessoa com um corpo e rosto lindos e que se acha é desagradável, mas conforme a futilidade social, ela ainda tem "motivos" para se achar.
Se ela é uma idiota, superficial e tosca? Sim, ela é! Mas, pessoas que de corpo lindo e rosto perfeito não tem nada, mas se acham belíssimas e são, por isso, arrogantes e até exigentes com a aparência alheia (ou seja, igualmente fúteis!) conseguem ser mais ridículas, pela razão óbvia de não terem, sequer "o corpo" para mostrar.
São, assim como as belas e arrogantes, seres fúteis, antipáticos e tolos, só que feias para o padrão imposto e preferido pela maioria! Simples! Agora se você pensar que estou falando de ausência de padrão de comportamento, então você esta equivocado!
O padrão de comportamento humano deve ser só um: humildade, compaixão, inteligência, cultura, busca pelo crescimento, respeito ao próximo. Pessoas feias, belas, gordas ou magras devem ser, antes de tudo, elegantes na conduta, educadas, finas no trato.
Agora, não sejamos hipócritas em negar que a antipatia do belo por ser belo é mais compreensível do que a antipatia do feio por se achar belo. O que não lhe faz correta, frise-se! Sem hipocrisia, please!
A sociedade possui concepções fúteis e as aceita como corretas, eu não aceito, mas acho sim de ultima categoria uma pessoa esteticamente desagradável não ser nem interiormente cativante! Custa o que, filha?! Ler, fazer terapia, ser alegre, educada, simpática, fina e elegante? Nada!
E que fique claro: não tenho amizade intima com nenhum desse tipo de ser humano! Tenho amigas lindas, ricas e com corpo invejável ou fora dos padrões que são super humildes e não se acham, bem resolvidas, interessantes. Eu gosto é de educação, humildade e conteúdo poxa! O resto eu dispenso, passo longe e sim, eu critico, não sou santa!

Cláudia de Marchi

Sorriso/MT, 18 de abril de 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário