Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Verdades curtas e grossas.

Verdades curtas e grossas.

“Esperar que a vida lhe trate bem porque você é uma boa pessoa, é como esperar que o tigre não te ataque porque é vegetariano”. Não tenho certeza acerca da autoria da frase, mas ela é digna. Mais, ela é sabia!
Ademais, vejo que as pessoas querem justiça quando a justiça as beneficia e injustiça quando a injustiça lhes beneficia. Se o outro lucra errando, ah, então "a vida não é justa"! Se você lucra errando, você "teve" sorte, "Deus foi bom" ou algo assemelhado.
Quando o colega cola na prova e vai bem, oh, que injusto! Se ele não colou, mas também não é assíduo e foi bem? Ah, então ele tem sorte (será que não colou mesmo?)! Que injusto!
Você se matou de estudar e o colega que passou a sexta-feira na esbórnia tira notas melhores! Quer saber? As vezes ele tem mais facilidade de compreensão, as vezes ele está mais atento ou simplesmente mais sereno!
Você não concorre com ninguém numa prova ou num concurso! Você concorre com você mesmo: ali está você, seu conhecimento, seu discernimento e sua capacidade de ser sereno! Você não deve estudar pensando no desempenho alheio, mas sim em você! Em adquirir conhecimento para ser o melhor no que desejar!
O seu colega que cola na faculdade não vai colar no exame da OAB ou no concurso mais chinfrim que tentar! Mas ele pode ser uma pessoa mais serena do que você e, consequentemente, sair-se melhor! Você chama isso de injustiça, eu chamo de vida! Vida e seus acasos.
Vida na qual não vence apenas o mais estudioso, o mais inteligente. Vence o mais equilibrado, o mais sereno, o mais calmo. O mundo sorri para quem sorri para ele, não para quem é inseguro, temeroso, nervoso e acha que a vida deve pagar-lhe na mesma moeda o bem que tenta fazer ou faz.
A vida trata bem quem se trata bem. De nada adianta ser uma boa pessoa, mas não ter altivez, não ter tranquilidade ou até mesmo malicia, esperteza. Absolutamente nada! Nem mesmo criticar a quem, segundo você, não "merece" o status que tem.
Afinal, convenhamos ninguém chega a lugar algum no Brasil sem esforço, inteligência, competência ou, é claro, um bom "indicante". Mas, bem ou mal, isso também é "algo". Se é justo? Não é, mas é uma das facetas da vida: facilidade para quem já teve uma vida fácil. Saiba em que nicho você está, acalme-se e vá à luta, porque lamúrias e lamentações não irão mudar seu futuro, sua vida ou o mundo.

Cláudia de Marchi

Sorriso/MT, 29 de abril de 2015. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário