Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

A sua luz e a escuridão do mundo.

A sua luz e a escuridão do mundo.

Na real o mal alheio não lhe faz mal, não lhe fere, não lhe avilta, tampouco massacra ou derruba. Apenas e tão somente se você permitir que toda a sua boa energia, a sua alegria, o seu animo e o seu destemor sejam substituídos por retraimento, por medos, por receios vãos e tudo o mais que lhe fará mal, não por culpa dos outros, mas porque você permitiu.
O mal sempre existirá no mundo, a inveja, a estupidez e, infelizmente, eles podem constituir a maioria, mas se você ignorar e seguir a vida, altivo e ciente de sua bondade e da beleza da alma daqueles que lhe importam, porque você os ama, então se tornará inatingível.
É difícil sim, viver sem nunca se desapontar, se magoar, se frustrar com as pessoas, mas não é impossível ser feliz e contente apesar disso. É uma questão de prioridade, afinal das contas, o que você valoriza mais: o bem ou o mal, o bom ou o ruim, o doce ou o amargo, a sabedoria ou a ignorância, o sol ou o escuro?
Não importa que a regra seja pérfida, não quando seus pensamentos e alegria se enternecem com a doçura e o encanto das exceções. Brilhantes exceções! A realidade é que o meio em que você está nunca será suficientemente ruim para abalar seu interior se ele, por sua vez, é bom, além de forte.
Não importa a escuridão do mundo, se dentro de você brilha ternura, paixão e alegria. Escuridão é ausência de luz. Pode ser que o mundo não queira receber a sua, mas o escuro do mundo não vai apagar a sua luz. Se você não deixar e não se afastar dela.

Cláudia de Marchi

Sorriso/MT, 24 de fevereiro de 2015. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário