Sobre o verdadeiro pecado!

Sobre o verdadeiro pecado!
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida." Carl Sagan

terça-feira, 24 de março de 2015

Humilde manifesto em defesa dos ovos de páscoa.

Humilde manifesto em defesa dos ovos de páscoa.

Sim, eu estive no supermercado! Sim, os ovos de páscoa estão caríssimos! Sim, o quilo da picanha compensa se comparado ao chocolate, mas, por favor, está irritado com o alto valor dos ovos?
Pensando em reclamar no facebook? Simples: não compre! Sabe por quê? Porque o ano passado eles também estavam caros! “Ah, mas uma ‘barra’ compensa!”. Sim, é mais em conta, não nego, não sou louca. Mas crianças gostam dos ovos! Eu adoro ovos de páscoa, poxa!
Deixe-me ser feliz! É em abril, mês em que ficarei mais “vintage”, deixe-me curtir a páscoa, os ovinhos e peixes! E daí se eles estão caros? Eu gosto. Eu quero. Eu compro e ainda peço de presente!
Iphone é o mais caro dos aparelhos celulares e as pessoas em Sorriso adoram, carros são caros e desvalorizam rápido, mas o povo adora um carro novo para “abalar”, perfumes importados são caros e a gente usa, rímel, delineador e batom são caros e não deixo de usar, sapatos são caros e eu adoro, queijo é caro e eu como, cerveja é cara e eu bebo!
Quando vou comprar um perfume da Lâncome, comprar uma calça jeans da moda, um potinho de Nutella, um vinho importado, uma bolsa Victor Hugo, um sapato da Carmen Steffens, um produto mais “top” para minhas curtas melenas loiras, eu não vou ao facebook reclamar do preço.
Quando eu encomendo uma pizza de R$ 50,00 ao invés de comprar uma no mercado por R$ 15,00 eu também não vou reclamar, sabe por quê? Porque eu compro, porque quero. Sabe o ditado: “Mais vale um gosto que um tostão no bolso”? Eu pratico às vezes!
O mesmo você quando compra whisky caro, toma cerveja importada, compra camisa Dudalina, paga janta para um bando de amigos que lhe criticam. Enfim, você gasta em várias coisas superficiais e não reclama nas redes sociais, certo?! Então, respeite os ovos e não reclame sobre eles se quiser se abstenha de compra-los, ninguém irá lhe obrigar.
Coisa chata essas reclamações toscas! Tipo esses homofóbicos reclamando da novela, do beijo gay e coisas afins. Cara, não beije gay, não dê o cú, não assista novela, chega. Não precisa reclamar, não gosta? Não faça. Acha caro? Não compre. Pronto. Cale-se!
Acho que reclamar do preço dos ovos é uma besteira social, inclusive, porque tem muitos outros produtos (essenciais, diga-se!) inflacionados, caríssimos e que, no mesmo período há um ano não estavam tão caros. Não é o caso dos inocentes ovinhos que sempre surgem na páscoa com altos preços.
Deixe-os em paz! Eu gosto deles. Meu lado infantil fica em festa. E, sim, amigos, estou aceitando presentes antecipados. Por um mundo com menos reclamações sem utilidade e mais atitude e bom humor.
Cláudia de Marchi
Sorriso/MT, 24 de março de 2015.


Nenhum comentário:

Postar um comentário